Inteligência Artificial na Educação

Por Rodrigo Nascimento – Head de Desenvolvimento e Inteligência Artificial na FNC IT

Há alguns anos venho ouvindo pessoas dizendo que precisamos mudar o sistema tradicional de educação.

De fato, o mundo mudou, as pessoas mudaram, a forma como lidamos com tudo mudou. Não é válido que continuemos a aprender da mesma forma que a 20 anos atrás.

Nesse cenário, a tecnologia e a Inteligência Artificial trazem vários casos de uso que já estão revolucionando a educação e melhorando a experiência de aprendizado dos alunos.

Aqui estão alguns exemplos de como a tecnologia pode ser usada na educação:

Tutor Virtual 

Não faz sentido que os alunos só possam fazer perguntas na sala de aula.

A Inteligência Artificial pode permitir que a escola ofereça professores virtuais, disponíveis em tempo integral. Esses tutores podem, por exemplo, indicar a página exata na qual um assunto é explicado. Ou melhor ainda, indicar que o aluno precisa assistir a um momento específico (indicando minutos e segundos) de um vídeo para ouvir a explicação sobre algo

Realidade aumentada na educação

Atualmente, a maioria dos estudantes já utilizam smartphones. Isso abre a possibilidade de usar o que chamamos de Realidade Aumentada. O AR pode fornecer informações adicionais aos alunos sobre qualquer assunto, tornar a aula mais divertida e tornar informações complexas mais fáceis de entender.

Câmeras de Vídeos Inteligentes

Hoje em dia as câmeras podem ser aliadas importantes das escolas. Elas podem controlar o acesso de alunos e funcionários à escola usando reconhecimento facial e podem até mesmo fazer relatórios de presença. O sistema de câmeras baseado em IA, pode alertar o oficial de monitoramento da escola quando detecta eventos que parecem “fora do comum” e pessoas em “lugares que não deveriam estar”.

Insights de personalidade e educação personalizada

As pessoas não são as mesmas, por isso é natural que a maneira como elas respondem a uma determinada abordagem seja diferente também. Os professores precisam considerar as personalidades e os estilos de aprendizagem de seus alunos, caso contrário, não poderão ajudá-los a aprender com seu potencial máximo.

A inteligência artificial já pode utilizar o conteúdo produzido pelos alunos, como ensaios e outros textos, para gerar dashboards com características de personalidade de cada aluno, seus pontos fortes, suas lacunas e até identificar se um aluno está deprimido ou irritado com alguma coisa. Isso pode ajudar, por exemplo, a identificar alunos com tendência a cometer suicídio ou até mesmo algum crime. Mais do que isso, o professor pode saber adaptar a experiência de ensino a cada perfil.

As possibilidades são simplesmente infinitas. Um dos grandes exemplos do uso da Inteligência Artificial para mudar a educação é o ABC Educação, uma solução desenvolvida pela FNC IT e que faz a utilização de alguns recursos que mencionei, como essa análise de personalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.